Dicas para organizar seu orçamento de casamento

Já sabe como organizar seu orçamento de casamento? Confira abaixo algumas dicas!

O dia já foi escolhido e o casal já se encontra em contagem regressiva. É hora, então, de começar a planejar! São tantas coisas, pequenos detalhes a serem decididos que, muitas vezes, fica difícil descobrir por onde começar. Difícil, mas não impossível.

Antes de tomar qualquer decisão definitiva quanto ao local, vestido ou igreja onde a cerimônia será realizada, é necessário definir um orçamento. Quanto vocês estão dispostos a gastar? Ou melhor: quanto vocês podem gastar? Porque, convenhamos, ninguém quer começar uma nova fase da vida com uma montanha de dívidas.

Para alguns casais, criar um orçamento é uma das coisas mais fáceis, para outros, mais parece um sacrifício. Mas não precisa ser assim.

Orçamento de Casamento

Orçamento de casamento

Quanto você precisa para o casamento dos seus sonhos? Assim como para escolher a data do casamento, é importante pensar na cidade em que a cerimônia vai ser realizada. Grandes cidades costumam ter custos mais altos, assim como locais com grande fluxo turístico.

É necessário, também, ter em mente quantas pessoas vocês pretendem convidar. Isso vai ajudar a definir grande parte dos próximos detalhes (como a escolha do local, quantidades etc.) e dar um norte para o seu orçamento.

Para isso, não é necessário ter muito conhecimento sobre os valores de um casamento. Aliás, nesse caso, é melhor não saber. Dessa forma, você consegue estipular um valor que caiba no bolso de vocês, sem atrapalhar nada no futuro.

Como chegar lá? 

Com o valor estabelecido, vocês precisam pensar em como vão chegar a esse valor. A primeira ideia é criar uma conta para o casamento, como uma poupança (que, por menor que seja, ainda tem um certo rendimento), onde o dinheiro ficará guardado. Dessa forma, não há risco de gastar o dinheiro ou mesmo confundir os gastos pessoais com os do casamento.

O ideal é que o casal se comprometa a guardar 20% da renda mensal. Pode parecer difícil, mas é tudo uma questão de adaptação. Que tal receber os amigos em casa ao invés de ir para um lugar onde a conta não daria menos de R$100 para cada? E que tal ficar em casa assistindo a um filme, ao invés de ir ao cinema? Contando a pipoca, refrigerante e ingressos, essa já vai ser uma economia de, pelo menos, R$50.

Pouco a pouco, vocês conseguirão estabelecer uma rotina de diminuição de gastos e, consequentemente, juntar o dinheiro que precisam.

Estimando

Com o valor total decidido, uma boa maneira de conseguir se manter dentro do orçamento de casamento é saber qual o percentual do dinheiro deve ir para cada coisa especificamente.

Em geral, os maiores gastos são com a Recepção e a Fotografia e/ou Filmagem. Mas isso depende muito mais dos noivos, já que são eles que terão de priorizar um ou outro detalhe.

Uma boa forma é dividir e atribuir percentuais do valor a serem gastos com cada item. É claro que essas porcentagens não são fixas e vocês podem ir moldando de acordo com a necessidade, mas é preciso lembrar que se você aumentar a porcentagem de um item, precisa diminuir em outro ou, no fim, vocês acabarão enrolados nas contas e com dinheiro a menos.

Apesar desses valores somarem 100% do seu dinheiro, é sempre bom que o casal tenha um fundo de segurança de, pelo menos, 5% do valor total do orçamento, para cobrir quaisquer eventualidades.

Dividindo as tarefas

Dividir as tarefas, financeiramente falando, é bastante importante. O casal vai cobrir todos os gastos do casamento? Os pais de um dos dois (ou dos dois) vão contribuir de alguma forma? Vocês pretendem fazer um crowdfunding (“vaquinha”) para pagar alguma parte do casamento (Recepção, Lua de Mel ou mesmo Cerimônia)?

Todas essas decisões podem aliviar um pouco a pressão financeira sobre o casal, mas é sempre bom começar um orçamento pensando no que vocês, enquanto casal, estão prontos para e dispostos a fazer. Se alguma ajuda surgir, só vai facilitar (e, talvez, até dar uma chance de ir um pouco além do planejado).

Importante

Um jeito de diminuir os custos do seu orçamento de casamento é conferir, em todos os estabelecimentos e contratos, quais são as taxas e saber exatamente pelo quê você está pagando.

É importante, também, ficar atento aos pequenos detalhes: o local da recepção cobra quanto pela hora extra? Você vai conseguir terminar a festa no horário previsto? E quais são as políticas de cancelamento? Quanto mais perguntas você fizer, mais informada e preparada para entender se aquilo, de fato, cabe no orçamento de vocês.

2 ideias sobre “Dicas para organizar seu orçamento de casamento

  1. Pingback: Como escolher a data do casamento | Dicas importantes

  2. Pingback: Organizando o casamento: você sabe o que fazer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *