9 dicas para economizar no casamento

Casamentos são caros e nós sabemos muito bem disso. Por isso as noivas estão sempre à procura de descontos e formas de economizar e, ao mesmo tempo, realizar o casamento dos sonhos.

Aqui vão 9 dicas de como economizar no casamento, sem abrir mão dos detalhes tão preciosos para vocês.

Orçamento de Casamento

Faça tudo com antecedência

Data do casamento

Uma regra de ouro para os casamentos é trabalhar com antecedência e um dos motivos disso é, sim, a economia. Nunca é cedo demais para agendar o salão da recepção, contratar o bufê e escolher as lembrancinhas, então não se preocupe se tudo ainda parecer distante demais da realidade.

Trabalhar com a antecedência também tem outros lados positivos: pode diminuir o número de imprevistos (afinal, quanto antes você marcar alguns serviços, menores as chances de eles não estarem disponíveis na data que você precisa.); no caso de certos serviços, o pagamento já estará concluído quando vocês se casarem, o que gera uma preocupação a menos;

Prefira datas e horários menos disputados

Casamento durante o dia

Pode parecer óbvio, mas procurar datas e horários menos convencionais são um ótimo modo de economizar. Em geral, os casais costumam optar por finais de semana ao anoitecer (sendo a cerimônia religiosa realizada após o pôr-do-sol, seguida pela festa), mas isso não quer dizer que você não pode inovar.

Ah, mas não vale realizar o casamento numa quarta-feira, véspera de feriado, e achar que o preço vai diminuir muito. Lembre-se que quanto maior a procura, mais altos serão os preços.

Uma boa dica é realizar o casamento durante o dia. Isso costuma diminuir os custos e abaixar os valores de serviços.

Leia o contrato (tire e inclua itens)

 

Fique atenta aos detalhes do contrato de cada serviço, saiba quais itens estão inclusos ou não e questione tudo. Não é muito convencional, mas às vezes compensa mais contratar serviços independentes, do que assinar um pacote com uma empresa.

Faça todos os cálculos e veja qual a melhor opção: não adianta você contratar um serviço ultra completo e caro, se na verdade você só precisa de uma versão básica. Lembre-se disso em relação a todos os fornecedores e, por mais tentador que possa ser, seja firme em relação as coisas que você realmente quer e precisa em seu casamento (mas, claro, se estiver com uma folguinha no orçamento não há problema nenhum em adicionar um ou outro mimo).

Alugar vs. Comprar

189940_9010

Eis uma dúvida que, quase sempre, perturba as noivas. É importante sempre pensar nos prós e contras: um vestido novo, comprado, necessariamente será mais caro do que um aluguel (mesmo que seja primeiro aluguel), porém você poderá revende-lo, após o casamento; alugar certos itens de decoração pode ser mais barato do que comprar, porém qual a multa caso alguma coisa aconteça (danos, perdas, extravios e quaisquer outro imprevisto)?

Tudo isso deve constar nos contratos e os detalhes, antes de acertados, devem ser colocados na ponta do lápis. O que é mais vantajoso e econômico?

Converse também com amigas que já tenham se casado, muitas vezes elas terão dicas de locais com preços melhores (ou, até mesmo, alguns itens para emprestar!).

Dia da noiva

Destination Wedding

Cada vez mais, o dia da noiva tem figurado nas listas de “eventos pré-casamento”, mas ele é realmente necessário? Se for, existem várias formas de gastar menos: ao invés de passar o dia no salão, que tal ter uma tarde de relaxamento com as amigas? Afinal, cada um tem seus meios e rituais de relaxamento.

Bolo?

Festa de Casamento - Bolo

Os bolos tradicionais de casamento costumam ser bastante caros. Não bastando, você ainda precisa escolher se terá uma maquete ou um bolo real para ficar exposto, além do que será servido aos convidados. Pois é, um grande gasto!

Porém, cada vez mais aparecem alternativas menos caras e igualmente interessantes. Que tal trocar o bolo convencional por cupcakes? Ou, talvez, o bolo tradicional por um naked cake?

Independente do tipo escolhido por vocês, vale à pena pesquisar bastante, participar de degustações e fazer uma escolha que vá agradar a vocês e a seus convidados. Além disso, não esqueça que o cálculo da quantidade de bolo também deve-se levar em consideração os outros doces que serão servidos (em geral, quanto mais variedades de doces, menos unidades precisam ser calculadas por pessoa, mas, não se engane, a troca pode sair cara).

Jantar/ilhas temáticas?

Como reservar a mesa dos noivos

Ainda não se decidiu sobre que tipo de cardápio servirá aos seus convidados? Dependendo do tamanho da lista vale mais à pena contratar um buffet com ilhas temáticas, no estilo self service, do que servir um jantar com entrada, prato principal e outros pormenores. Isso acontece porque, as refeições costumam ser cobradas por indivíduo, enquanto as ilhas são cobradas por quantidade de comida.

Se a decisão for por um jantar completo, é importante sempre descobrir como são cobrados excedentes (pessoas que confirmaram presença de última hora ou penetras), se há alguma multa e o que pode ser feito quanto a isso. Costuma ser melhor contratar um serviço maior e sobrar, pois os valores excedentes costumam ser bastante altos.

Assessoria?

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Há casais que não vivem sem, há aqueles que acham totalmente dispensável. Contratar uma assessoria varia muito de acordo com o perfil do casal (aquelas noivas mais dinâmicas, possivelmente já têm maior controle sobre todas as decisões que precisam ser tomadas, enquanto as mais perdidas não sabem nem por onde começar!).

Se a assessoria for pesar no orçamento, procure a ajuda de familiares e amigos que já tenham se casado e aproveite todas as dicas que eles possam dar.

Se for uma opção, deixe para contratar a assessoria apenas para o dia do evento, dessa forma você terá menos preocupações na cabeça. Mas, se vocês tiverem uma pessoa de confiança que possa ficar responsável pelos ajustes da cerimônia e da festa, é uma economia que será bem-vinda.

DIY

Chá de Panela

Se vocês tiverem tempo (e habilidade) ponham as mãos na massa: uma ótima forma de economizar é investir em DIY (do it yourself, ou, em bom português, faça você mesmo). Existem diversos itens do casamento que vocês podem fazer sozinhos, mas isso vai requerer tempo, paciência e habilidade e, às vezes, o barato sai caro.

Não vale à pena se estressar e criar um monte de brigas para economizar, financeiramente, um pouquinho que seja de dinheiro. Lembre-se: dinheiro a gente sempre pode conseguir mais, o tempo gasto é que não tem volta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *