7 tradições de casamento no Brasil (+ uma importada)

“Tradição” é a palavra utilizada para afirmar a continuidade de certo costume. Quando falamos tradições de casamento, várias nos vêm à cabeça. Acontece que as tradições estão diretamente relacionadas à cultura, o que faz com que cada lugar tenha suas próprias tradições que podem, inclusive, serem opostas.

E como tradição que é tradição não é contestada por ninguém, muitas vezes nós adotamos um comportamento sem nem saber suas origens ou motivos. Para te ajudar a entender melhor as tradições de casamento no Brasil, nós elaboramos uma lista bem com a origem e significado de algumas tradições.

Vestido branco

Foto: Patti Adair

Foto: Patti Adair

No Ocidente, a história de usar vestidos brancos começou com a Rainha Vitória, no começo do século XIX. Muito vaidosa e supersticiosa, a rainha quis uma cor que destacasse sua beleza e, ao mesmo tempo, simbolizasse a pureza de seu casamento. Daí pra frente, virou moda e, apesar de atualmente a gama de cores ter sido ampliada, foi adquirindo mais e mais significados com o passar do tempo. Hoje, o vestido branco representa a pureza, inocência e a castidade da noiva que está sendo entregue ao marido.

Não ver a noiva antes do casamento

Foto: Lisa Dawn

Foto: Lisa Dawn

Quem nunca ouviu essa história de que o noivo não pode ver a noiva, no vestido, antes do casamento? Sem dúvidas essa é uma das tradições de casamento mais propagadas, não só no Brasil. As pessoas acreditam que dá azar se o marido vir a futura esposa pronta para o casamento antes da hora.

Dentro dessa tradição existem diversas variações: há aqueles que acreditam que o noivo não possa ver nem mesmo o vestido que será usado por ela na ocasião. Por outro lado, em países como o Irã as tradições se misturam: por lá, o noivo é quem compra o vestido que a noiva irá usar, mas o casamento é celebrado sem a presença dela. Estranho, né?! Acontece que o acordo e os “votos” de casamento são feitos entre o noivo e o pai da noiva.

Chuva de arroz

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Nos últimos anos não se ouve falar mais tanto sobre essa tradição, porém houve um tempo em que ao fim da cerimônia o casal era saudado com uma chuva de arroz. Os grãos representariam prosperidade, saúde e felicidade para o novo casal, mas há algum tempo duas forças agiram para acabar com essa tradição: algumas igrejas começaram a proibir a chuva de arroz, principalmente por conta da sujeira que era deixada para trás (sem contar que algumas igrejas celebram mais de um casamento por dia e isso poderia atrapalhar o próximo evento), e grupos de ambientalistas tentaram conscientizar as pessoas de que esse costume estava matando pombos e outras aves que consumiam o grão cru e depois não conseguiam digeri-lo.

Falando em chuva, na Itália a tradição diz que se chover no dia do casamento, significa que o casal terá sorte no relacionamento. Há um ditado que diz “Sposa bagnata, sposa fortunata”, em tradução, “Esposa banhada, esposa afortunada”.

Amêndoas

Foto: Quem Casa Quer

Foto: Quem Casa Quer

As amêndoas confeitadas trazem o contraste entre o amargo da amêndoa e o doce da cobertura, fazendo analogia com a vida e os efeitos do casamento (representado, nesse caso, pela cobertura doce que suaviza o amargor da vida). A distribuição das amêndoas para os convidados, além disso, representa saúde, felicidade, fertilidade, riqueza e longevidade, desejos de boas coisas para os recém-casados.

Jogar o buquê

Bride Throwing Bouquet For Guests To Catch

Bride Throwing Bouquet For Guests To Catch

É provável que você, por mais que adore e já tenha participado muitas vezes dessa tradição, não saiba exatamente o que ela representa. O ato de jogar o buquê simboliza o compartilhamento da felicidade do casal com os convidados. Ao longo do tempo, o gesto ganhou outros significados, como o “desencalhar” das solteiras (aquela que pega o buquê jogado pela noiva será a próxima a se casar).

Bem casados

Foto: Stein Bem Casados

Foto: Stein Bem Casados

A tradição em volta desse doce é até bastante óbvio: as duas partes de massa são unidas por um doce, e representam a união eterna do casal. Essa é uma tradição herdada de Portugal que foi muito bem recebida pelos brasileiros que adoram um doce.

Nomes na barra do vestido

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Mesmo não sendo uma prática muito popular ou conhecida, não deixa de ser uma tradição. As noivas escrevem na barra do vestido o nome de amigas que estão solteiras para trazer sorte à elas de encontrarem um par, compatível com elas, e serem felizes.

BÔNUS: “Something old, something new, something borrowed, something blue

Foto: Jamie Silver

Foto: Jamie Silver

Culpe Hollywood e suas comédias românticas. Ou apenas agradeça a eles. Não importa qual sua reação, a tradição americana que vem em forma de um versinho rimado dita que a noiva precisa de algo velho (something old, simbolizando a continuidade), algo novo (something new, simbolizando a esperança), algo emprestado (something borrowed, simbolizando a felicidade concedida por um amigo) e algo azul (something blue, simbolizando a pureza) e tem, pouco a pouco, ganhado espaço nos casamentos brasileiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *